fbpx

O movimento que faz o futuro! A 3C Plus celebra sua primeira década de existência! #3CPlus10anos 

Compartilhe

Indicadores de inadimplência: confira o que são e como aplicá-los com uma discadora automática

5 minutos
Crédito
INDICADORES DE INADIMPLÊNCIA - TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Quando se trata de inadimplência e cobrança de clientes por dívidas em atraso, pequenas e grandes empresas sabem que isso é um desafio. Para ter um entendimento mais geral sobre como lidar com a recuperação de crédito, os indicadores de inadimplência podem ser grandes ferramentas.

Conforme dados do Serasa, em abril de 2024 o número de inadimplentes no Brasil chegou a 73,42 milhões. Isso equivale a uma dívida de valor médio de R$ 5.370,44 por pessoa. 

Por isso, além de investir em treinamentos para a equipe e utilizar uma régua de cobrança, é necessário ter outros métodos para acompanhar o andamento das negociações. É neste ponto que entram os indicadores de inadimplência.

Esses indicadores são métricas importantes para conhecer os clientes e analisar modelos comportamentais semelhantes entre eles. Afinal, além de tentar recuperar o débito ativo, também é essencial não perder o cliente durante o processo. 

Além dos indicadores, utilizar outras boas ferramentas também é essencial, como, por exemplo, um discador automático que fornece métricas diárias. Ao utilizá-lo, muitos dados que você irá precisar já são entregues nas suas mãos para tomar decisões mais assertivas. 

Continue com a leitura deste artigo para conhecer quais os principais indicadores existentes e como uma discadora automática pode te ajudar no processo de cobrança.

Contato com a pessoa certa (CPC)

Para iniciar uma cobrança eficaz, o primeiro passo é cobrar a pessoa certa, correto? Dessa forma, o Contato com a Pessoa Certa (CPC), é de extrema relevância. 

É por meio dessa métrica que você poderá mensurar quais ligações foram atendidas pelo inadimplente em questão. Assim, quando os números estiverem altos, significa que o seu mailing está atualizado e sendo assertivo. 

Além disso, mostra que suas estratégias de cobrança estão sendo efetivas também. Contudo, quando os números estão baixos, está na hora de rever as estratégias e realizar uma higienização na sua lista de contatos.

Com o discador automático da 3C Plus, você consegue acompanhar diariamente quantas ligações estão se completando com a sua pessoa “alvo”. Ou seja, quantas chamadas estão efetivamente fazendo o CPC. 

Índice de atraso geral (IAG)

Este indicador mensura a evolução dos pagamentos atrasados. Sua importância se deve por determinar se a política de crédito está obtendo sucesso ou não. 

Com esta métrica, também é possível medir padrões de comportamento. Por exemplo, se um cliente X já mostrou que normalmente atrasa as suas contas, a empresa pode se prevenir e não ter prejuízos financeiros.

Prazo médio de faturamento

Certamente, significa o prazo que a empresa fornece para os clientes pagarem suas dívidas ativas. Este indicador é ligado diretamente ao risco de crédito. 

Isso porque, existem diferenças entre conceder um prazo de 15 dias para um determinado valor e fornecer várias parcelas para quitar o débito. No segundo exemplo, existe uma dívida que irá durar alguns meses, o que implica diretamente nas finanças da empresa a longo prazo.

Prazo médio de recebimento

Acima de tudo, está relacionado a quanto tempo a empresa leva para recuperar o crédito cedido. Ou seja, o tempo em dias que o inadimplente leva para concluir o pagamento da compra. 

Essa métrica, quando comparada com a do faturamento, traz os riscos e as estratégias que podem ser utilizadas na cobrança. Por isso, as duas devem ser vistas juntas.

Taxa de acordo mantido

Em alguns casos, o devedor aceita o acordo proposto apenas para ganhar mais tempo, sem de fato efetivar o pagamento.

Desse modo, esse indicador deve ser analisado sempre, para que ações mais assertivas possam ser colocadas em prática. 

Taxa de conversão 

Sem dúvidas, essa métrica é uma das mais importantes. Isso porque, é por meio dela que se tem o controle da quantidade de contratos que foram fechados. 

Ademais, é possível compreender se as estratégias estão sendo assertivas ou se precisam ser revistas.

Montante de valores recuperados

Como o próprio nome sugere, este indicador de inadimplência diz respeito ao valor recuperado em relação ao total da dívida  que o inadimplente possuía.

Tempo de duração de chamada/quantidade de contatos

Por certo, esse indicador mostra ao analista de crédito quantas chamadas foram realizadas para conseguir fechar um acordo.

Ainda, é possível ver de perto o tempo médio por ligação ou conversa via WhatsApp, por exemplo.

Tecnologia para comprar os inadimplentes

Estar atento a esses indicadores de inadimplência, principalmente, às informações que elas trazem é de extrema importância para conseguir mais efetividade nas negociações. 

Afinal, quanto mais a sua empresa conhecer o cliente e a forma que ele se comporta, mais resultados positivos você irá alcançar. 

Também, é de extrema relevância utilizar ferramentas tecnológicas para ajudar neste processo. Como já dito neste artigo, ao integrar suas estratégias com o discador automático, sua empresa terá à disposição relatórios diários sobre a saúde da sua operação de cobrança. 

Por fim, para ler mais temas como esse e melhorar suas estratégias de cobrança, continue acompanhando nosso blog.

Veja também

Script de vendas
Mudanças da Anatel
Leis trabalhistas de Call Center: Você sabe quais são?
plugins premium WordPress