fbpx

O movimento que faz o futuro! A 3C Plus celebra sua primeira década de existência! #3CPlus10anos 

Compartilhe

Desenrola Brasil: como o programa irá afetar a sua operação de cobrança

5 minutos
Correspondente Bancário
Desenrola Brasil

Segundo o último levantamento realizado pelo Serasa em maio de 2023, a taxa de inadimplência está em crescente no Brasil, com cerca de 70,90 milhões de brasileiros com alguma restrição no nome. Para combater essa realidade, foi lançado pelo Governo Federal o programa Desenrola Brasil, que visa auxiliar os brasileiros a quitar suas dívidas.


Neste artigo, explicamos um pouco sobre esse novo projeto e destacamos de que maneira ele irá afetar a sua operação de cobrança.

O que é o programa Desenrola Brasil?

O programa, criado pelo governo federal, tem o intuito de diminuir o número de endividados no país, oferecendo-os a possibilidade de renegociação de dívidas de maneira facilitada. Dos 70 milhões de inadimplentes no Brasil, cerca de 40 milhões devem ser beneficiados. 

A plataforma deve ficar sob a gestão dos birôs de crédito, como Serasa e SPC, e a proposta é que ela reúna em um só local devedores, credores e instituições financeiras.

Nesta plataforma, o devedor poderá consultar suas dívidas através do seu CPF e fazer o pedido de quitação. A partir disso, os credores poderão, então, enviar propostas de negociação ao cliente, que pode fechar o acordo na própria ferramenta.

Além disso, a ideia é que o governo realize leilões e negocie milhares de dívidas simultaneamente. Após isso, o consumidor pode acessar o portal e verificar se a sua dívida foi renegociada.

Em caso de renegociação, o devedor poderá efetuar o pagamento à vista ou refinanciar a dívida em até 5 anos em um banco parceiro. Neste último, o programa irá permitir o refinanciamento de dívidas que tenham o valor máximo de R$ 5 mil, podendo ser parcelado em até 60 vezes.

Neste caso, a plataforma irá mostrar ao cliente um comparativo das taxas de juros de cada banco para que, assim, o consumidor possa escolher o banco com a menor taxa.

Outro ponto a destacar sobre o Desenrola Brasil é que o governo irá criar um fundo de garantia no valor de R$ 10 bilhões, visando cobrir eventuais faltas de pagamento nos refinanciamentos do programa. Assim, ao ter menos riscos, os bancos podem oferecer taxas de juros menores aos devedores.

Quem poderá acessá-lo?

O programa Desenrola Brasil não terá linha de corte a partir da renda. No entanto, o Tesouro Nacional vai disponibilizar o fundo garantidor para cidadãos com renda de até dois salários mínimos (cerca de R$ 2.600 mensais). Para pessoas com renda superior a este valor, não haverá fundo de garantia, o risco, portanto, ficará por conta do banco.

Além disso, as dívidas devem estar atrasadas por mais de 180 dias e precisam, obrigatoriamente, ter sido obtidas até o dia 31 de dezembro de 2022.

Quando o projeto irá começar?

O programa vem sendo comentado pelo governo desde as eleições em 2022, e ainda não tem uma data prevista para lançamento.

Inicialmente, ele seria lançado até o final de março, mas foi adiado por conta do prazo necessário para estruturar uma plataforma que seja segura e intuitiva.

Portanto, o lançamento do programa está previsto para o segundo semestre de 2023, sem data definida.

Como o Desenrola Brasil irá afetar as operações de cobrança?

Ainda não se sabe tudo exatamente sobre o funcionamento do Desenrola Brasil. Mas, por enquanto, já podemos esperar que alguns impactos sejam sentidos pelas operações de cobrança. 

Isso porque, com a implementação do programa, a população inadimplente pode, e provavelmente irá, procurar o Desenrola para quitar ou renegociar suas dívidas. Além disso, esta probabilidade aumenta ainda mais com oportunidade de grandes descontos por parte dos credores e refinanciamento com pagamento em até 60 vezes.

Isso possibilitará ao devedor realizar o pagamento das suas dívidas com taxas que, certamente, não serão facilmente alcançáveis pelo mercado de cobrança. Assim, poderá se tornar mais difícil a negociação com clientes que tenham dívidas de até R$ 5.000.

Portanto, as operações de cobrança precisam preparar-se para este momento, focando em atingir o maior número de pessoas antes de o programa ser lançado e potencializar sua recuperação de crédito. Para isso, é essencial possuir um bom script de vendas, com gatilhos mentais que tornem as ofertas “irrecusáveis” para o consumidor. Também, é fundamental de contar com uma boa ferramenta de discagem.

Além disso, com a discadora automática, é possível que, mesmo após o programa você chegue até o consumidor antes de ele ter procurado pela plataforma. Para isso, busque o melhor canal de cobrança e ofereça a ele uma excelente proposta para renegociação de sua dívida. Assim, você o incentivará a fechar o acordo com sua operação.

Outra saída para as operações de cobrança é gerir sua carteira e focar em atender o público que tem renda familiar de mais de dois salários mínimos, já que para este as taxas de juros serão maiores.

Aqui, uma dica é: ofereça acordos que realmente valham a pena para o cliente. Assim, os dois lados saem ganhando!

Para continuar por dentro de todas as novidades no mundo da cobrança, acompanhe nosso blog e confira mais conteúdos como este!

Veja também

Script de vendas
Mudanças da Anatel
Leis trabalhistas de Call Center: Você sabe quais são?
plugins premium WordPress