fbpx

O movimento que faz o futuro! A 3C Plus celebra sua primeira década de existência! #3CPlus10anos 

Compartilhe

Chipeira: por que você não deve utilizar na sua empresa?

5 minutos
Call Center
Chipeira: por que você não deve utilizar na sua empresa?

O equipamento Gateway GSM, mais conhecido no mercado como “chipeira”, é utilizado em muitas empresas de Call Center.

Este é um equipamento modular que contém SIM cards de diversas operadoras. Dessa forma, ele é utilizado com o propósito de encontrar rotas para as ligações realizadas.

Uma vez que as ligações dentro de um Call Center são feitas para diversas operadoras diferentes, as empresas procuram um modo de contornar as contas de telefone de alto custo.

O recurso “chipeira” é muito utilizado, pois procura pelas “rotas de menor custo”, para cada chamada feita.

Na prática, ela funciona da seguinte maneira: quando uma chamada é feita para um celular, a telecom carrier (operadora) do número a ser discado é detectada.

Neste momento, a chipeira encontra qual o chip instalado no equipamento fará a ligação com menor custo por minuto. Por fim, a ligação é direcionada através deste em especial.

Entretando, a chipeira tem muito mais contras que prós para sua empresa. Descubra o porquê:

Por que não utilizar a Chipeira?

Para que você entenda melhor, listamos os principais malefícios do Gateway GSM para a sua empresa. Confira:

1. Segurança

Antes de tudo, este é o principal fator risco. Chipeiras ou quaisquer equipamentos de telefonia que recebam conexões voip via internet e “convertam-as” para que sejam feitas através de linhas telefônicas (GSM, E1, etc) são um dos maiores alvos de hackers no mundo inteiro. Tanto que existem robôs verificando se o protocolo voip responde em todo e qualquer endereço de IP que sobe na internet.

Anteriormente, aqui na empresa, já verificamos casos de tentativas de invasão em um equipamento que havia sido instalado há menos de 2 horas.

Robôs detectam e imediatamente começam a enviar tentativas de autenticação (brute force) até conseguirem um acesso. Em seguida, iniciam chamadas internacionais através de suas linhas que ao completarem chegam a custar R$ 25,00/minuto.

Estas chamadas são destinadas à números em operadoras criadas para este golpe que repassam valores aos hackers, simplesmente por terem recebido o tráfego sido pagos por ele.

Embora esse seja um golpe antigo, ainda acontece bastante.

2. Difícil de escalar

Quando você precisar aumentar o volume de ligações simultâneas, será necessário comprar mais equipamentos e contratar mais linhas. Assim sendo, vai gerar alto investimento devido ao custo do equipamento e das despesas fixas com planos de operadoras.

Logo depois de aumentar o número de linhas, os planos fidelizados vão dificultar o cancelamento, caso você solicite. Em outras palavras, a sua empresa pode acabar amarrada à operadora e obrigada a continuar pagando os planos.

3. Especialização

É necessário ter alguém especializado para fazer a manutenção dos chips devido a grande probabilidade de bloqueios.

As empresas de telefonia podem bloquear uso dos chips em chipeiras ao detectarem mal uso. Dessa maneira, elas não são uma boa opção para combater os custos de telefonia.

Esse processo exige um profissional de TI com conhecimentos de rede, telefonia e segurança.

4. Risco de cobrança

Existe o risco de cobrança excedente pelas operadoras. Essas, na hora de vender, dizem que o plano é ilimitado, mas nas entrelinhas do contrato existe um limite de minutos.

5. Prejuízo

Quando a operadora bloqueia os chips, o equipamento fica parado e as linhas continuam sendo cobradas pela operadora. Isso significa mais prejuízo.

6. Sinal inconstante

O sinal GSM cai constantemente. Por isso, muitas vezes por semana, os módulos da chipeira precisam ser reiniciados para que volte a funcionar.

8. Gestão minuciosa

Por consequência desses pontos, é necessário ter uma gestão e acompanhamento minucioso, com a finalidade de não exceder a quantidade de ligações limite, nem enviar ligações que poderiam gerar mais gastos.

Além disso, o custo para adquirir um gateway é bem alto e a garantia do seu funcionamento é baixa. Existe um risco do equipamento acabar queimando ou estragando, e como resultado a operação fica parada.

Sem dúvida, esse tipo de estrutura tira o foco da gestão da empresa de seu core-business e colocando-o em gestão de telefonia. Assim, o prejuízo que isso tem pro Call Center é imensurável.

Quais as alternativas para diminuir os custos?

Existem outras formas seguras de reduzir os custos com telefonia na sua empresa.

É possível fazer isso utilizando discador automático com detecção de caixa postal eficiente, qualificando as chamadas, higienizando o mailing.

Acompanhar os relatórios e analisar seus resultados com frequência também garantem que o gestor perceba problemas na operação. Essas falhas costumam ter custo alto para a empresa e podem passar despercebidas quando o foco do gestor está em cuidar de inúmeras linhas telefônicas, contratos com operadoras de telefonia e equipamentos.

Escolher um software para o seu Call Center com as funcionalidades que você precisa, também ajuda a reduzir custos. Isso porque as funcionalidades que ele oferece otimizam sua operação.

Conheça as funcionalidades do sistema 3C Plus, e torne a sua operação de telefonia mais ágil e eficaz!

Manual do Call Center Ágil

Veja também

Script de vendas
Mudanças da Anatel
Tela explicativa sobre como é a estrutura de um funil de vendas
plugins premium WordPress